Lô Pimentinha

Lô Pimentinha
Devaneios de uma mulher, filha, amiga e advogada piperácea, cujos frutos são bagas picantes. Pensamentos habitualmente utilizados como tempero do cotidiano.

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

O que aconteceu com os bons modos?

Estou começando a me questionar. Sou exigente demais? Chata demais? "Crica", intolerante? O problema está em mim ou nas pessoas? Entenda o por quê de estar me questionando tanto...

Cena vivida hoje:
Estou eu, feliz e radiante, dentro de um vagão de metrô, no meio do corredor, longe das portas, apoiando uma das mãos no cano, mochila no chão, entre as pernas. O rapaz sentado imediatamente à minha frente se levanta. Eu me curvo para alcançar a mochila e quando olho novamente pro acento, qual minha surpresa?! Um ser que surgiu do nada e sentou antes de mim.

Algumas pessoas perguntariam: O que tem demais nisso? Nada! Ele tem todo direito de sentar, desde que seja cavalheiro suficiente de perguntar antes se eu desejo me sentar. Seria de bom tom fazer essa pergunta antes.

Mas o que posso esperar de uma pessoa vestida de calça jeans surrada, camiseta de campanha (Dilma) e blazer? Nada contra a "moda". Cada um sabe o que pode e o que deve vestir. O ponto importante é: ESSA PESSOA VOTA.

Ele sequer teve a visão do que estava acontecendo ao seu redor. Ele não conseguiu notar que eu, ao lado dele, estava me preparando para assumir o acento. Como pode ter visão para escolher alguém que decide o futuro do nosso país?

Estou rodeada de um povo que não tem educação. E quando digo educação, não digo instrução escolar. Digo bons modos, gentilezas, respeito ao próximo.

Como diria Padre Antonio Vieira, "A boa educação é moeda de ouro, em toda parte tem valor."

É muito mais fácil conquistar as coisas com um sorriso do que à ponta da espada.

As pessoas tem uma arma impressionante nas mãos e não se dão conta.

Boas maneiras. Seja educado. Respeite. Garanto que seu dia será melhor. Sua vida será melhor.









Nenhum comentário:

Follow by Email